Quatro passos para escolher uma criptomoeda

Quer começar a investir em moedas virtuais, mas não sabe por onde começar? Primeiro atenção a alguns cuidados: conheça a equipe que desenvolveu a moeda, entenda seus objetivos, analise o estágio de desenvolvimento e estude as cotações

14.jpg

Os especialistas em moedas virtuais geralmente recomendam aos iniciantes para que apostem nas mais tradicionais, como o bitcoin e o ether. Mas existem centenas de opções de criptomoedas atualmente e alguma delas pode se encaixar melhor a seu perfil de investidor.

Para diversificar sem correr riscos, estude as criptomoedas seguindo quatro passos básicos. São eles:

1. Estude a equipe que desenvolveu a moeda. Os pais do projeto têm experiência no mercado? Participaram da criação de outras criptomoedas? Se sim, como se saíram? Quem são os parceiros e os apoiadores da equipe? O perfil dos desenvolvedores diz muito sobre a criptomoeda, sua proposta e sua confiabilidade.

2. Pesquise as motivações. Quase todas a criptomoedas surgiram para solucionar um problema, desenvolver uma startup ou estimular o crescimento de algum novo mercado. Mas é possível que alguns desses projetos sejam amadores, ou impossíveis de serem colocados em prática. Se a iniciativa for por água abaixo, a criptomoeda também irá afundar.

3. Descubra em que etapa do processo a moeda está. Não é fácil nem rápido lançar uma criptomoeda. Se estiver em etapas iniciais, como a fase de testes, certamente é uma aposta mais arriscada. Agora, se já tem funcionalidades lançadas a iniciativa pode ser mais promissora e a aquisição mais segura.

4. Estude a cotação. Qual foi a variação de preços da criptomoeda nos últimos meses? Se o valor está muito alto é possível que você perca dinheiro ao comprá-la. Se está muito baixo há muito tempo é sinal de que não atraiu o interesse dos compradores. Essa análise das oscilações é fundamental para evitar prejuízos.

Fonte

Blockchain Festival