Quatro frases para você entender o que são tokens

Sabe aqueles dispositivos eletrônicos que geram senhas quando você precisa fazer uma transação bancária pela internet? Pois também existem tokens no mundo virtual. São fundamentais para garantir a segurança do blockchain

01.jpg

1. Você provavelmente já usa um.

Dispositivos individuais, que geram senhas temporárias, são uma ótima forma de reforçar a segurança dos sistemas financeiros online. Por isso mesmo, há anos já são usados por bancos. A Receita Federal também fornece senhas em token para as empresas usuárias do sistema.

2. A palavra significa “passe”.

Em muitos casos, só com o chaveiro gerador de senhas é possível movimentar contas bancárias, fazer pagamentos e transferências. Sem esse passe, fica bem mais complicado hackear.

3. No ambiente de blockchain, eles funcionam como fichas.

No ambiente virtual, dentro dos blockchains, os bancos de dados virtuais, os tokens são fichas com valores associados a eles. Quem participa de uma rede de cadeias de blocos criptografados recebe essas fichas, que ficam registradas no sistema. Na prática, o que um dono de bitcoins tem é um conjunto de senhas, que dão acesso para movimentar as criptomoedas dentro do livro-caixa descentralizado e espalhado por toda a rede.

4. Os tokens são uma nova classe de ativos.

Os bancos centrais do mundo todo ainda debatem se tokens são moedas, títulos ou ativos, tamanha é a novidade desse sistema. Eles não são exatamente moedas, como um bitcoin. São sistemas capazes de armazenar valor e liberar o acesso a sistemas construídos em blockchain. Com eles, é possível controlar o acesso a títulos de propriedade de imóveis, por exemplo, ou o registro de histórico médico.

Blockchain Festival