O blockchain vai aumentar o alcance da Internet das Coisas

Conheça três grandes benefícios da combinação de duas megatendências da tecnologia para os próximos anos: o blockchain e a Internet das Coisas. Um deles é a segurança

7.jpg

De um lado, o blockchain, a tecnologia que dá sustentação às criptomoedas e que garante o gerenciamento seguro e descentralizado do intercâmbio de informações. De outro, a Internet das Coisas, o uso da conexão em rede agregada a objetos utilizados no dia a dia. Essas duas forças da tecnologia podem se unir de maneira muito produtiva. O resultado seria uma leva de aparelhos conectados e criptografados, com total controle de seus usuários. 


São três as principais vantagens dessa parceria de duas megatendências tecnológicas.

1. Segurança: A ideia de que um automóvel autônomo possa ser hackeado e utilizado para, por exemplo, lançar o motorista contra um poste, é de apavorar. Com veículos e eletrodomésticos conectados, serão milhares de pontos teoricamente vulneráveis. É aí que entra a segurança das redes de blockchain, porque elas são virtualmente impossíveis de hackear.

2. Transparência: Cada aparelho ligado à Internet das Coisas gera dados. Por que não distribui-los ao longo de uma rede formada por cadeias de blocos, imutáveis depois que o registro é realizado? É exatamente o que o blockchain propõe. Assim, a confiança do consumidor em seus aparelhos inteligentes poderia aumentar exponencialmente.

3. Contratos inteligentes: O blockchain permite uma geladeira, por exemplo, encomende, sempre no mesmo dia da semana, a mesma quantidade de leite, a ser enviada pelo mercado mais próximo. O pagamento também é feito de forma automática. Isso porque os contratos eletrônicos firmados entre o usuário e a rede do mercado estariam firmados numa base eletrônica criptografada.
 

Blockchain Festival