Escolas infantis de NY aceitam pagamento em bitcoin

Depois das universidades, duas instituições de ensino infantil de Nova York passaram a aceitar criptomoedas como forma de pagamento. Os pais se dividiram entre usar bitcoins e duvidar da segurança do procedimento

14.jpg

Já existem na Suíça, na Alemanha, nos Estados Unidos e no Chipre faculdades e universidades que aceitam bitcoins como pagamento de matrículas e mensalidades. Agora, chegou a vez de as escolas Montessori de Nova York aderirem às criptomoedas. Em maio passado, uma instituição de ensino infantil concordou em receber as mensalidades em criptomoedas.

“Examinamos os prós e os contras de aceitar a moeda digital e decidimos que agora é provavelmente um bom momento, porque está começando a entrar no mainstream”, disse, em entrevista à publicação Town & Country, Marco Ciocca, fundador e gestor de duas unidades Montessori da cidade, localizadas no edifício Flatiron e no Soho

“Somos a primeira escola de jardim de infância a aceitar moedas digitais como forma de pagamento”, afirma Ciocca, revelando que os pais se mostraram divididos. Alguns já vinham pedindo para usar bitcoins para pagar as mensalidades, outros revelaram estar preocupados em saber se o pagamento em criptomoedas é realmente seguro.

A decisão da escola infantil nova-iorquina já começa a ser seguida por outras instituições. A escola particular Indian Mountain School (IMS), de Connecticut, também já aceita o pagamento com criptomoedas. Para o diretor Mark A. Devey, essa é uma maneira criativa de levar o assunto moedas digitais aos alunos.
 

Blockchain Festival