Como obter financiamento coletivo para sua ideia com tokens em blockchain

Empreender agora pode ficar mais fácil: as iniciativas de crowdfunding foram potencializadas pela tecnologia de compartilhamento de dados global e descentralizada. É a maneira mais transparente e segura de captar recursos

4.jpg

Você tem uma boa ideia de negócio e o know-how necessário para começar, mas falta dinheiro. O financiamento público é uma excelente alternativa, e cresceu na era da internet. Ferramentas como o Kickstarter, no exterior, e o Catarse, no Brasil, potencializaram essa possibilidade e deram origem a uma série de startups bem-sucedidas. O próximo passo provavelmente vai acontecer com base na plataforma de blockchain.

Trata-se de um grande banco de dados virtual, descentralizado, controlado por seus próprios usuários e protegido por criptografia. Assim, quem tem uma boa ideia de negócio pode criar seu próprio crowdfunding e disponibilizar diretamente para os possíveis investidores, sem plataformas fazendo a intermediação – e cobrando taxas por isso.

Para isso, o melhor caminho é criar sua própria criptomoeda e fazer um lançamento com um ICO, uma oferta inicial de moeda. É vantajoso para quem participa, porque o sucesso da empresa pode refletir na valorização da criptomoeda em posse do investidor. E, do ponto de vista do empreendedor, é uma forma rápida e confiável de levantar fundos.

Entre as plataformas que já fornecem essa alternativa estão o WeiFund e a OpenLedger. Foi usando crowdfunding em blockchain que a startup britânica Stratis, por exemplo, arrecadou mais de US$ 100 mil, com o objetivo de desenvolver aplicativos amigáveis baseados em plataformas de blockchain.

 

Blockchain Festival