Blockchain favorece distribuição de ajuda humanitária


A Organização das Nações Unidas (ONU) utiliza a tecnologia que dá suporte ao bitcoin para aumentar a transparência das doações. Assim, monitora todos os passos do dinheiro e dificulta os desvios de alimentos e remédios 

4.jpg

A Organização das Nações Unidas (ONU) mantém uma tradição antiga. Desde o seu surgimento, na década de 1940, a instituição estimula o desenvolvimento de novas tecnologias para ajudar a melhorar as condições de vida das pessoas em situações de risco. 

Seu programa de distribuição de alimentos num campo de refugiados sírios em Azraq, na Jordânia, por exemplo, mantém um cadastro de 36 mil pessoas que utilizam sistemas de reconhecimento de íris toda vez que coletam doações. O que nem os refugiados sabem é que, no momento em que recebem a comida, a operação é registrada num sistema chamado Building Blocks.

O Building Blocks registra toda a cadeia de doação de ajuda humanitária, de ponta a ponta, em um sistema de banco de dados descentralizado, como o blockchain. Ele agrupa informações em cadeias protegidas por criptografia. Todo acréscimo de dados precisa ser validado pelos usuários, o que faz com que adulterações sejam muito difíceis de acontecer.

A ONU precisa mesmo de sistemas seguros. Em diferentes pontos da cadeia de distribuição, alimentos, medicamentos e roupas podem ser desviados, ou mesmo se perder. É aí que entra o blockchain. Se cada item é registrado numa cadeia inviolável, e a movimentação é atualizada a cada passo, fica mais fácil monitorar possíveis pontos de desperdício ou roubo, que respondem por, em média 3,5% dos custos da distribuição de ajuda humanitária.

Existe outra vantagem nesse sistema. Os pontos de distribuição se beneficiam da plataforma virtual e segura para evitar o uso de dinheiro em papel. Em cenários de conflitos, carregar valores no bolso pode representar um grande risco. Assim, quando um refugiado só precisa passar por uma leitura de íris para receber alimentos, e sua ação é registrada em uma rede global totalmente segura, a violência também tende a diminuir.
 

Blockchain Festival