Blockchain começa a mudar o mercado de trabalho

A tecnologia pode aumentar a transparência e a agilidade dos departamentos de recursos humanos das empresas. Mais do que isso: a procura por profissionais capazes de trabalhar com essa nova ferramenta está disparando

10.jpg

No início de maio, a CoinDesk, uma das maiores plataformas de notícias e eventos relacionadas ao universo do blockchain e das criptomoedas, lançou um Centro de Carreiras, onde profissionais podem postar seus currículos e empresas. Esse é só um dos mais recentes movimentos do mercado de trabalho para adotar a tecnologia.

O blockchain tem potencial para substituir os atuais bancos de dados dos setores de recursos humanos das empresas ou mesmo revolucionar plataformas profissionais online, como o LinkedIn. Trata-se de uma cadeia de blocos de informações, distribuída por toda a rede de computadores. Ela não tem um único proprietário, nem depende de intermediários. Além disso, toda alteração precisa ser validada pelo conjunto dos usuários, o que garante a segurança.

Essa tecnologia garantiu o sucesso do bitcoin e pode dar origem a sistemas interconectados com dados sobre o mercado profissional. E mais: a própria tecnologia gera novas oportunidades de emprego: de acordo com a empresa de database Upwork, o total de profissionais que citam a capacidade de trabalhar com blockchain como uma de suas habilidades saltou 6000% entre o primeiro trimestre de 2017 e o mesmo período de 2018 .

O aumento no número de pessoas se especializando na tecnologia se explica facilmente: não passa uma semana sem que uma grande empresa ou instituição anuncie que está decidida a estudar a tecnologia ou está pronta para lançar novos produtos com base em blockchain.

Fonte

Blockchain Festival